Home » , » Lei da Atração: O Processo da Carta de Agradecimento Para Atrair um Parceiro(a)

Lei da Atração: O Processo da Carta de Agradecimento Para Atrair um Parceiro(a)

Written By Cláudia Rocha on 3 de agosto de 2017 | 18:11:00


Lei





Como resposta a alguns emails que já recebi de leitores que me perguntaram como usar a Lei da Atração para atrair um parceiro específico, escrevo este post com algumas instruções e a minha própria experiência com este processo.

O processo chama-se a carta de agradecimento, e consiste em redigir uma carta ao Universo como se fosse no tempo presente em que aquilo que desejamos já está concretizado. Já escrevi outro artigo que fala nesta ferramenta em específico, que pode ser encontrado aqui.


Atrair um relacionamento

Podemos usufruir das leis do Universo para manifestar um parceiro na nossa vida.

Há várias coisas que podemos fazer, mas aqui vou-me focar somente no processo da carta. Porém, como o "trabalho" não é feito apenas no momento em que escrevemos e lemos a carta, quero falar também de algumas coisas que não se deve fazer quando se quer atrair um parceiro.

Reclamar é definitivamente a pior opção. Ao reclamarmos da ausência de relacionamento, estamos apenas a perpetuar a energia de falta, e a resistir a fruição do relacionamento maravilhoso que nos espera.

Não devemos achar que o futuro parceiro(a) é o que nos vai completar e fazer-nos mais felizes, como se fosse o motivo para a nossa vida melhorar. A única evidência de melhoria que devemos procurar é a nossa satisfação interna, a nossa paz e, sobretudo, o nosso amor-próprio.

O ideal é sentirmo-nos completos porque já temos todas as qualidades que procuramos num parceiro, e mesmo sem ele/a já somos felizes. Devemos pensar no relacionamento perfeito como a "cereja no topo do bolo", mais uma oportunidade de nos divertirmos mais e aprendermos com a outra pessoa, evoluindo juntos.


Deixar ir para que possa fluir

Um erro que muitos tomam ao querer desesperadamente ter alguém é...a parte do desesperadamente. 

Querer não significa não poder ter, e algo que desejamos nunca deve ser uma necessidade, porque ao precisar de alguma coisa - ou neste caso, de alguém - estamos a negar que já somos o suficiente.

Não me canso de repetir que o primeiro passo para atrair o relacionamento dos nossos sonhos é o amor-próprio, é estarmos bem connosco sem precisar que os outros nos validem. Isto é especialmente relevante no caso das mulheres, que podem pensar que não são incríveis o suficiente para serem amadas, apenas porque ninguém olha para elas, ou as elogia.

O nosso valor está naquilo que somos, e não naquilo que os outros nos dizem, ou no que pode parecer que pensam de nós. Por isso, aprenderes a amar-te é a prioridade.

Se já tens este requisito mínimo, estás pronta para ter o parceiro que realmente mereces. Como? Deixando que ele apareça. Não é preciso andar à caça, tentar conversar com a pessoa bonita ou que parece interessante, ou sequer dizer vezes sem conta ao Universo que queres mesmo ter alguém.

O Universo já sabe qual é o tipo de pessoa que condiz com a tua vibração. Na verdade, ele já escolheu várias possibilidades de parceiro(a)s que se assemelham à pessoa que és, e à energia que tens praticado em relação ao tópico "relacionamento".

Como não há nada a controlar, porque uma das possibilidades está sempre prestes a aparecer na tua vida de uma maneira ou de outra, a única coisa que precisas fazer é estar sempre na melhor vibração que conseguires, e fazes isto sentindo-te bem e relaxando o mais possível.


O que aconteceu comigo

Decidi escrever este post porque posso incluir com detalhe o meu testemunho, porque foi a ferramenta específica que utilizei para atrair a pessoa específica com quem queria ter um relacionamento.

Durante muito tempo (e acreditem, foi mesmo muuuito tempo), fiquei solteira por opção. Não queria procurar, não estava nem aí para piropos, elogios ou atenção de qualquer homem que aparecesse, porque já imaginava exatamente quais eram as suas intenções, e o que iria acontecer no fim. Já conseguia ver "o final do filme".

Mesmo assim, andava carente de afeto e respeito, um melhor amigo que estivesse lá, e não apenas um parceiro para dizer que estava a namorar com alguém. Queria o "tal", mas sabia que não ia encontrá-lo vendo os homens como todos iguais.

Nessa altura, já sabia que estava tudo na minha mente e bastava mudar a maneira como pensava e sentia, então comecei a aplicar este ensinamento com o objetivo de atrair aquele alguém especial.

Primeiro, fi-lo por diversão, porque na verdade eu sabia que não precisava de ninguém. Era um desejo, um objetivo, mas não uma necessidade.

Ouvi um vídeo sobre o processo da carta de agradecimento, e decidi fazê-lo eu mesma, para ver se resultava.

Escrevi a carta, descrevendo algumas qualidades do meu parceiro ideal, mas acima de tudo como me sentia neste relacionamento. Aquilo foi tão puro, tão real, que eu conseguia sentir no momento em que escrevia a felicidade de viver essa relação!

Desde que comecei a utilizar este processo e a ler a carta todos os dias, nem notei o tempo passar, e estava-me a divertir a ver pequenas evidências que o Universo me mostrava, como homens por quem eu tinha afeto no passado começarem a gostar de mim - agora entendia que podia ter quem quisesse, mas tinha decidido ter apenas "aquela" pessoa, e estava pronta!

Quando entendi que estava pronta, deixei de pensar nisso e parei de ler a carta, porque aquele sentimento já estava bem enraizado no meu subconsciente: a presença de um relacionamento amoroso. E eu já estava a vivê-lo, comigo mesma!

Passado algum tempo, estava numa fase linda da minha vida. Estava prestes a lançar um livro, tinha desistido da faculdade e seguido apenas o que a minha intuição mandava (a jornada apenas tinha começado). Um amigo com quem eu falava online vinha a Portugal visitar a família e amigos e queria conhecer-me pessoalmente.

Quando nos conhecemos, foi como se aquilo tivesse sido planeado. Foi tão natural, tão puro, que apesar de eu ser uma pessoa tímida e calada, sentia que com ele podia falar tudo e ser eu mesma. Não sentia nervosismo, mas calma, como se já o conhecesse pessoalmente há muito tempo.

Começámos a namorar pouco tempo depois, e desde o início até agora dois anos depois, sempre houve amizade genuína, carinho, afeto e respeito mútuo entre nós, e de certa forma eu sempre soube que seria assim no meu primeiro relacionamento a sério.

Como somos os dois eternos curiosos pelas leis do Universo, ele perguntou-me se eu o tinha "atraído" pela Lei da Atração. Foi aí que me deu o "clique" e lembrei-me da velha carta que tinha escrito há meses atrás, e como tudo condizia, e eu sinto-me exatamente da mesma maneira que quando redigi aquelas palavras.


Podemos atrair alguém específico?

Antes de conhecer o meu atual namorado, "o tal" da carta, já tentei atrair pessoas específicas através do pensamento positivo e da visualização.

Normalmente, eram homens mau caráter, ou até que já estavam num relacionamento. Ou mesmo até homens que pareciam perfeitos para mim mas que mais tarde vinha a descobrir que não tínhamos nada em comum.

Podemos ter o que quisermos, sim, mas não a pessoa que quisermos. Como o Universo alinha as possibilidades - características, situações e até pessoas - apenas para condizerem com o nosso desejo, a pessoa que queremos agora pode não ser a pessoa que o Universo sabe que nos trará aquele sentimento de carinho, por exemplo.

Ao nos sintonizarmos com a vibração do amor, e começarmos a nos amar por quem somos, a pessoa que gostávamos antes de nos amarmos já pode não ser a ideal. Isto aconteceu-me quando deixei de gostar de homens que ignoravam as minhas mensagens ou já estavam comprometidos - ninguém quer, verdadeiramente, o desrespeito e a infidelidade.

O foco deve ser o sentimento que queremos ter, e não a pessoa em específico. 


Como redigir a carta

Pega numa folha de papel e escreve no tempo presente como é este teu novo relacionamento, e imagina todas as características de uma relação que consideras feliz.

Descreve como te sentes no relacionamento, como é a tua vida com este parceiro, como é que ele/a é, e como é que isso te faz sentir. Foca-te nas características emocionais, e deixa com que as palavras que fluam venham naturalmente, pois é aquilo que realmente queres.

Finalmente, agradece ao Universo por esta pessoa e pela vida que têm juntos, e sente gratidão genuína enquanto escreves estas palavras, sentindo antecipadamente satisfação porque este desejo já está concretizado.

Todos os dias, durante 30 dias, relê a carta e sente com intensidade o que escreveste, e depois liberta a tua intenção para o Universo.


Lei



Cláudia

0 comentários:

Enviar um comentário

Página oficial

Subscreve à newsletter

Artigo em destaque

Como Usar a Lei da Atração: O Segredo na Prática >> PDF Gratuito

Para aqueles que querem aprender os básicos sobre a Lei da Atração e como usá-la para criar a vida que deseja, escrevi um livro que exp...

Envia-me uma mensagem

Nome

Email *

Mensagem *

Seguidores

Instagram