Home » , , » "O Tal" é Aquele que te Deixa Ser Tu Mesma!

"O Tal" é Aquele que te Deixa Ser Tu Mesma!

Written By Cláudia Rocha on 20 de março de 2017 | 23:13:00


amor



Tanta mulher insegura por aí, e aparentemente o motivo são os homens. Na verdade, superficialmente, o motivo são os homens. Por causa deles, muitas mulheres optam por determinados hábitos, alguns deles bem destrutivos. Mas eu acho que o mais letal deles é...esquecerem-se de quem são.

Descartam totalmente a sua verdadeira essência, aquilo que as faz elas mesmas, para agradar ao outro, ou como vingança ao outro. 

Porque o ex a traiu, ela decidiu não confiar mais nos homens.
Porque aquele rapaz não gostou dela a usar roupas x, ela passou a usar roupas y.
Porque o homem dos seus sonhos é arrogante, ela decidiu subitamente idolatrar tal comportamento.

Mudamos, transformamo-nos para agradar o outro, e com isso mudamos as nossas preferências para encaixarem nas dele. Não é assim que se faz, meninas.


amor



E os filmes de Hollywood dão-nos aquela historinha fantástica tipo Grease, em que o bad boy escolhe a menina tímida, e vivem felizes para sempre porque ela decidiu usar cabedal.

Mas normalmente os bad boys não estão interessados em meninas tímidas, e o que os faz maus não são as roupas que usam, mas o seu caráter. Que atire a primeira pedra a mulher que nunca teve um fraquinho pelo rapaz que vive no limite, ou que parece mais misterioso, ou mais arrojado. O chamado "bad boy", enfim.

Eu já tive o meu leque de paixonetas por rapazes desse tipo, e achava que o meu "o tal" me ia salvar desses estereótipos, que ia surgir no meio de todo o caos e levar-me num cavalo branco.


amor



Se eu atraía homens desse estilo, na verdade homens frustrados, perdidos e caóticos na sua própria mente, era porque eu, de certa forma, era bastante como eles.

Teria que me livrar desse padrão mental, e começar a ver o que eu realmente queria e quem eu realmente era.

Decidi que o mais importante era eu. Amar-me a mim mesma é a prioridade número 1, e com isso vêm atrelados inúmeros outros objetivos, como fazer o que prefiro e ter ao meu lado alguém que me acrescenta e não quem me completa.

Então entendi o padrão que se repetiu no passado: achava que queria alguém que me completasse, mas eu era tão cheia, tão transbordante que na verdade não precisava de ninguém. Então o Universo deu-me pessoas desnecessárias, incompletas.


amor



E depois quando me aceitei a mim mesma, passei a amar-me verdadeiramente. Sem precisar de ninguém! E então foi aí que a magia aconteceu. O tal apareceu na minha vida, da maneira mais inesperada, louca e divertida possível. Nas circunstâncias mais interessantes, um pouquinho como os filmes, um pouquinho como a vida real - imprevisível.

E descobri que o tal é aquele que me deixa ser eu mesma.

Mulheres, que vocês encontrem o amor dentro de vocês, e que isso desencadeie a manifestação do amor que desejam com o outro, que é a pessoa que vos transborda de mais amor ainda.

Com amor,
Cláudia  
Se gostaste do post, acompanha o blog na página oficial do Facebook - Vibe High

1 comentários:

  1. ótimo post. Realmente a felicidade que nos completa precisa ser encontrada primeiramente em nós mesmas. é muita perda de tempo e energia tentar fazer com que outros nos aceite. curso sua mente tem poder

    ResponderEliminar

Página oficial

Subscreve à newsletter

Artigo em destaque

Como Usar a Lei da Atração: O Segredo na Prática >> PDF Gratuito

Para aqueles que querem aprender os básicos sobre a Lei da Atração e como usá-la para criar a vida que deseja, escrevi um livro que exp...

Envia-me uma mensagem

Nome

Email *

Mensagem *

Seguidores

Instagram