Como Ser Uma Mulher Irresistível

by - 20:04:00





Vários artigos são escritos para explicar, passo a passo, como nós, mulheres, podemos ser mais atraentes para o sexo oposto. 

Coisas como:
Como ser mais sexy
Como atrair os olhares dos homens
Exercícios para ganhar um corpo escultural
Técnicas de sedução para finalmente conquistar o homem dos nossos sonhos

E por aí vai.





Mas hoje quero escrever um guia diferente. Quero ensinar-vos a ser uma femme fatale, sim, mas não é para os homens. Quero que se tornem atraentes, sedutoras e irresistíveis...para vocês mesmas.

Tirem um tempo para ler este post com atenção, aproveitem e vão preparar um café ou uma taça de vinho e vamos lá:


Ganhar auto-confiança
O primeiro passo para ser uma mulher irresistível é ter confiança. A confiança é o pilar da sedução, da beleza, da positividade. Se temos confiança, sentimos que podemos ter tudo. Assim que a temos, não precisamos estar sempre a ganhá-la de novo, a retocá-la, a tentar que ela "volte". Ela simplesmente está lá, como uma chama que não apaga, mesmo tendo momentos em que é mais fraca e outros mais forte.

E agora a questão é...como ser confiante?

Vou contar-vos o que aconteceu comigo e como consegui passar da pessoa que se achava a mais feia e insignificante de qualquer lugar, para uma mulher que soube valorizar as suas qualidades e como fazê-las sobressair.

Decidi que estava farta. Farta de me achar a pior, a mais feia, a mais estranha. Pensei: "não há nada a fazer, por isso vou preocupar-me com outras coisas."

Nunca me vou esquecer da frase magnífica que uma colega minha proferiu, como indireta à minha pessoa: "É mesmo assim, umas pessoas preocupam-se com estudar, outras com a imagem."

Foi por volta dessa altura que me dei conta do mundo de superficialidade que reina o sexo feminino. Ser social com outras mulheres passa por falar quase sempre de roupas, maquilhagem e pessoas "giras". É uma competição constante, para ver quem é a mais bonita, estilosa, popular.

Ser confiante tem muito a ver com dar muito, mas muito menos importância à imagem. A nossa aparência é simplesmente um espelho de quem somos e como nos sentimos, o nosso estilo deve ser um reflexo daquilo que gostamos e admiramos. 

Mas o que forma o nosso estilo é a nossa identidade, é amarmo-nos sem a necessidade de aprovação. Por isso, para seres confiante tens de te amar, mesmo que seja um passo de cada vez.


Ir mais fundo




Tens que tomar uma decisão: queres ser como os outros ou ser como tu? Se sentes que há algo de errado contigo e os outros acentuam esses erros - colegas, "amigos" e até a família, tens que ir mais fundo em quem és, e decidir que queres encontrar as respostas sobre a tua identidade.

Olha para dentro de ti, e também para fora de ti: o que vês? Se fosses outra pessoa e não te conhecesses de lado nenhum, o que verias?

Mergulha nas perguntas mais importantes sobre ti mesma e encontra a resposta dentro de ti. Reflete se aquilo que fazes no dia a dia condiz com a pessoa que queres ser.

Sensualidade




Falemos sobre sexualidade. Se já sentes confiança e te amas, não será difícil ter uma sexualidade bem definida. O que quero dizer com isto?

Uma mulher sexualmente consciente é uma pessoa que se ama e sabe que o seu corpo é um templo, e que o que escolhe fazer com ele é apenas decisão sua, e que essa escolha é sempre a correta porque é a que lhe faz sentir melhor.

O nosso corpo é uma extensão do nosso espírito, e com ele percecionamos através dos sentidos. Uma pessoa sensual é bem ciente dos seus sentidos como indicadores do que lhe sabe melhor, do que prefere e onde prefere ter a sensação.

Uma mulher sensual explorou os seus sentidos e chegou à conclusão daquilo que prefere a nível físico.

Seletividade





Se és consciente daquilo que preferes, e identificas o que te acrescenta e o que não tem a mínima importância para ti, sabes automaticamente selecionar o que queres incluir ou ignorar na tua vida.

Não há mais paciência para companhias tóxicas, conversas superficiais ou lugares que drenam a tua energia. És uma mulher consciente, confiante e seletiva.

Não é arrogância ou egoísmo, é a tua escolha e essa é a escolha certa.

Filtrando o melhor para ti em cada circunstância, ficas mais perto de viver a tua vida como realmente amas vivê-la. Selecionando também os pensamentos que te fazem sentir melhor, estás mais perto de ser a mulher que queres ser, e encontras dentro de ti o poder para agir em consonância com os teus desejos. O Universo move tudo para ti, e já não tens medo do que os outros possam pensar, porque estás a seguir o caminho que te eleva e inspira.

Amar a própria companhia





Finalmente, a parte mais importante: solitude. Uma mulher que está bem sozinha ou acompanhada é uma mulher poderosa. Porque amas a tua companhia, os teus serões contigo mesma, não precisas que ninguém te acompanhe só para não estares sozinha, e por isso mais ninguém te define ou completa. Já és completa!

Eu própria descobri que gostar de estar sozinha é algo que vem naturalmente quando já me amo e já sou consciente daquilo que me faz sentir bem e aquilo que não. Sinto-me segura e inspirada, porque não temo os meus próprios pensamentos, e até tenho mais clareza para pensar quando não tenho mais ninguém à minha volta.


Isto é o que, para mim, torna uma mulher irresistível - a confiança, a sensualidade, a seletividade, o amor próprio.

Considero-me irresistível porque me amo e sou a minha prioridade. Escolhi ser como quero, viver como quero.

Não porque alguém me disse para fazê-lo, mas porque assim o decidi.

Dedicado a todas as mulheres

Cláudia

Se gostaste do post, acompanha o blog na página oficial do Facebook - Vibe High

You May Also Like

0 comentários

Pages