Home » , , » Aproveito para Desabafar

Aproveito para Desabafar

Written By Cláudia Rocha on 18 de novembro de 2016 | 11:37:00

No primeiro post desta semana aproveito para fazer uma confissão, uma espécie de desabafo. Não escondo nada e sou transparente até nas palavras.


Sinto que desaprendi todos os meus conhecimentos básicos sobre Lei da Atração. Há uma grande diferença entre saber o caminho e percorrê-lo. Não estou em baixo, mas também não estou "em cima" como tenho o potencial de estar...não sei se me entendem.

Sinto-me bem mas não tão bem como tenho o dom de me treinar a sentir e ver as coisas...com olhos de amor incondicional. Ah, amor incondicional - o nosso estado natural e original, a nossa luz interior que insistimos em bloquear em honra da justiça e racionalidade prática. 

O meu lado mais mundano e "normal" insiste em querer aparecer. Não sou eu, mas uma versão de mim que nasceu para se encaixar na multidão. Por não ser quem sou realmente, desgasta-me emocionalmente e faz-me sentir diminuída - claro que o meu verdadeiro eu está diminuído, se eu própria insisto em escondê-lo.

Ninguém é perfeito, por muita experiência e conhecimento que tenha. Às vezes parece que quanto mais potencial há para progresso, em igual medida há mais desculpas para nos auto-sabotarmos. Não me sinto mais triste ou com raiva, mas numa frequência de revolta com o Mundo. Isto porque sinto que mesmo me melhorando a mim mesma, não há ninguém que me diga que estou certa, que sou boa pessoa, que estou num bom caminho.

E se o caminho do progresso é feito sem amigos parece não valer a pena. Mas o papel de um amigo não seria avaliar-me, e sim entender-me. É verdade que tenho muitas pessoas que me entendem, mas parece não ser o suficiente. E isso não é problema deles.

Isto porque estou estagnada. O contraste que vivi, através de experiências que não são as que realmente quero, fez-me desejar mais e guardar ainda mais potencial no cosmos para que planos e pessoas e ideias se sincronizassem, prontas que eu me sintonizasse a elas. Mas não estou a fazer esse trabalho bem, porque escolho arranjar desculpas e racionalizações que me limitam e justificam a minha estagnação.

Sempre que me senti menos do que sabia que poderia sentir, não foi por nada em específico, mas porque algo maior que eu me estava a chamar para o que prefiro e a alegria que tenho a capacidade de criar dentro de mim, e não procurar nas circunstâncias externas.

Estas fases são o que antecede os meus maiores "pulos" quânticos, as minhas melhorias mais significativas, quer internamente, quer externamente. A Felicidade chama-me para me sintonizar a ela, ao ponto de eu não ter mais desculpas nem justificações. O chamado fica tão forte que eu não tenho escolha senão segui-lo e deixar-me inspirar.

Por isso fica aqui o meu depoimento, num post mais vulnerável que o costume, para mostrar que aceitar os momentos menos bons emocionalmente é uma coisa normal e que requer grande reflexão para relembrar o que realmente significam: o chamado para o progresso.

Com amor,
Cláudia

2 comentários:

  1. Linda, linda, linda! E se torna tão linda frágil quanto quando está forte. Primeiro estou aqui para te dizee:
    1) você está certa! 2) você é uma ÓTIMA pessoa 3) você está em um bom caminho porque foi esse que sua alma escolheu, honre ele! Compartilho MUITO deste feeling, e você sabe, comigo ocorre o mesmo e de forma bem semelhante. O melhor conselho que posso te dizer é: seja tão generosa consigo quanto foi comigo quando dividi com você a dificuldade de parar de fumar. Minhas frustrações. Já já virá o pulo quantico! Mas ele virá das suas entranhas, do seu sorriso. Não se cobre, se respeite. Ria-se de sua própria preguiça. Li um livro recentemente que se chama "A mente mente" de Nadia Lima, autora do POrto. Maravilhosa... ela me ajudou a encontrar minha força para, mais um, pulo quantico! E se me deixa dar um conselho "O Mundo é das Bem-Amadas", a única pergunta que você deve se fazer constantemente é: querida Claudia, o que posso fazer agora para você se sentir amada? Beijos grandes da sua fã brasileira-lisboeta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei de coração cheio a ler o teu comentário. Sou muito grata pelo teu carinho e mesmo sem nos termos conhecido pessoalmente, sinto que temos as almas e mentes sintonizadas. Vou seguir o teu conselho e amar-me de forma ainda mais pura.

      Tenho que "caçar" esse livro! E o teu também! Vou adquiri-los aos dois em breve e digo-te o que acho.

      Beijos <3

      Eliminar

Página oficial

Subscreve à newsletter

Artigo em destaque

Como Usar a Lei da Atração: O Segredo na Prática >> PDF Gratuito

Para aqueles que querem aprender os básicos sobre a Lei da Atração e como usá-la para criar a vida que deseja, escrevi um livro que exp...

Envia-me uma mensagem

Nome

Email *

Mensagem *

Seguidores

Instagram