Home » , » A Surpreendente Verdade que Nunca te Contaram Sobre a DMT

A Surpreendente Verdade que Nunca te Contaram Sobre a DMT

Written By Cláudia Rocha on 31 de agosto de 2016 | 02:25:00




Nós quebrámos a nossa ligação com o espírito. Isso é o que a nossa sociedade tem feito, para nos convencer de que o mundo material é o único que existe, e a única maneira de nos recuperarmos é reconectando-nos ao espírito.” – Graham Hancock, escritor.

Dimetiltriptamina. Substância produzida pelo nosso corpo, mais especificamente por um pequeníssimo órgão chamado glândula pineal. Estudado por milhares de anos, visto como a porta entre Físico e Não-Físico.

As antigas civilizações viam a glândula pineal como a entrada para o mundo espiritual, o que está além da visão e dos restantes sentidos físicos.

É o que nos permite ver o que os olhos não captam, é o chamado Terceiro Olho. Podemos ver representações do Terceiro Olho em variados registos que datam de séculos atrás.




Isto mostra que o conceito é bem antigo, e tem uma conotação sagrada. O misterioso, as coisas que não se vêem, mas que conseguimos sentir vindo de algo maior do que nós, são o que pertence ao território do sagrado, da religião, dos rituais.

Estes rituais sempre tiveram e sempre terão um único propósito: reconectar o Ser Humano à Fonte. Temos em nós o reconhecimento inerente de que não vimos do físico para o físico, mas que somos uma extensão de algo invisível e cósmico.

A glândula pineal produz DMT, responsável pela criatividade, sonhos, imaginação, estados alucinatórios. É um psicadélico natural.

A palavra “psicadélico” pode assustar muita gente, porque pertence ao tal reino do desconhecido, do misterioso.

É difícil explicar o que acontece numa viagem alucinatória. Até num sonho, experiência que temos todas as noites, é difícil relatar o que vimos e sentimos – porque não é visível aos olhos dos outros.

Mas acontece, e não interessa se vem de uma realidade paralela, do nosso subconsciente, de algo plantado na nossa mente por algo exterior. O facto é que é real, porque conseguimos percecioná-lo.

A glândula pineal permite-nos percecionar estes reinos misteriosos, além da vista e dos sentidos, e é o olho que tudo vê, a perceção cósmica para o que existe.

É o que nos faz perguntar: “O que é a consciência? De onde venho? O que existe para além de mim?” E a DMT é a substância que nos torna recetivos às respostas.

DMT é energia pura e positiva, porque é a molécula que nos conecta com o Universo – lar de infinitas e constantemente expansivas realidades, componentes, ideias.

É uma substância que pode ser ingerida oralmente através do Ayahuasca, originário das florestas amazónicas, que faz parte de rituais religiosos bem enraizados na cultura dos xamãs, para se ligarem ao divino.

As folhas são fervidas num chá especial, e o corpo reage à substância mais lentamente porque é inibido o processo de absorção da enzima MAO.

Os relatos de quem toma este chá são de presenciar realidades paralelas, seres divinos e padrões geométricos e cores. Mas nem tudo são rosas nesta viagem – há também sintomas de frio corporal, pânico e sensações físicas desagradáveis.

No fundo, a viagem do Ayahuasca é um confronto com a nossa natureza humana e espiritual. É despirmo-nos das nossas camadas de humanidade, uma a uma. É presenciarmos a Fonte, de uma forma clara, como nunca antes nos permitimos vê-la.

Na sociedade em que vivemos, a consciência espiritual é reprimida, mas cabe a nós fazermos a conexão. Nós temos ligação com o Todo, com a Natureza, com tudo o que é existência – até com reinos nos quais nunca vivemos.


Tudo está ligado, e tu és mais que humano. Repensa o conceito de consciência e pesquisa mais sobre DMT e glândula pineal.

2 comentários:

  1. Muito interessante essa informação, não tinha conhecimento da existência dessa glândula, nem sua relação com o Ayahuasca, este já havia ouvido falar, mas só o superficial. "Na sociedade em que vivemos, a consciência espiritual é reprimida, mas cabe a nós fazermos a conexão. Nós temos ligação com o Todo, com a Natureza, com tudo o que é existência – até com reinos nos quais nunca vivemos." concordo plenamente com essa afirmação, cada vez mais vejo o mundo tentando sucumbir a consciência cósmica e espiritual, se expomos nossa opinião e fé nesse assunto, somos considerados sonhadores. Mas o que importa é realmente nós mesmos fazermos nossa parte.
    Luz
    Abraçz
    http://motivospelosquaisestoufelizhoje.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que pude ajudar a saberes mais um pouquinho :) isto de sermos conscientes espiritualmente é uma aprendizagem constante! Boas energias para ti ❤ abraço

      Eliminar

Página oficial

Subscreve à newsletter

Artigo em destaque

Como Usar a Lei da Atração: O Segredo na Prática >> PDF Gratuito

Para aqueles que querem aprender os básicos sobre a Lei da Atração e como usá-la para criar a vida que deseja, escrevi um livro que exp...

Envia-me uma mensagem

Nome

Email *

Mensagem *

Seguidores

Instagram