Mudar o que Sentimos VS Controlar o que Pensamos

by - 23:35:00



Quando se fala na Lei da Atração ou em criar a nossa vida menciona-se a importância do pensamento.

A realização de um desejo para o plano físico é simplesmente um pensamento que se “estendeu”, ou seja, tornou-se mais completo.

Porém, não somos nós que criamos os pensamentos - recebêmo-los! E, se os recebemos, é porque estávamos na frequência que é equivalente a eles.


Tal como ondas de rádio, só podemos ser recetores de uma frequência se nos sintonizarmos na estação que a recebe.

Não podemos ouvir uma estação de rádio em específico se não ajustarmos o sintonizador para a frequência em que esta se encontra.

Da mesma maneira, e visto que recebemos pensamentos – que são, por sua vez, ondas eletromagnéticas – temos que nos encontrar na sintonia emocional específica para os receber.

Emoções são o canal que nos permite saber em que frequência estamos, e o que estamos a receber em específico: no canal da tristeza, recebemos pensamentos tristes. No canal da alegria, pensamentos alegres.

Assim, criar a nossa vida não é um processo de monitorizar o que pensamos – isso seria demasiado complexo – mas de AJUSTAR como nos sentimos!


Por isso, se te sentes triste, sintoniza-te na alegria. Se não consegues atingir logo a alegria, gentilmente ajusta a tua frequência para um canal mais alto um pouco.

Quanto mais alto estás, melhores pensamentos recebes. E os teus pensamentos não serão nada menos do que uma EVIDÊNCIA do que estás a sintonizar.

Boas frequências,
Cláudia



You May Also Like

0 comentários

Pages