O Mundo em que vivemos

by - 22:00:00


O pensamento. A origem de toda a criação, de toda a perspetiva, de toda a vida que vives e irás viver. Muitos pensadores existiram, mas poucos mostraram a realidade intemporal do pensamento humano como Platão. Vale a pena ler sobre a sua Alegoria da Caverna, de como continuamos (muitos de nós) confinados na escuridão da ignorância, e consideramos o mundo à luz do sol ilusório e inconcebível.

Tenho muita fé na Humanidade. Acredito que todos temos bom coração e o único propósito de viver em alegria. Por isso é que sou paciente quando o assunto se trata daqueles que se aproveitam da bondade dos seres humanos. Muitos podem não saber nem acreditar, mas esta exploração pode muito bem estar naqueles que nos governam.

Um grande exemplo é o país que é a maior potência mundial, os EUA. As personalidades da esfera política têm muito impacto no Mundo e no que acontece nele, mas, quando o que realmente acontece atrás da "cortina" se torna grande demais, o Mundo fica a saber dos "pequenos" deslizes - como os interesses económicos na guerra do Iraque. Mas não estou cá para falar de política, muito menos religião.

O que quero mesmo falar é da Crise. Muito se fala da Crise económica, da Crise de recursos nos países do terceiro mundo, da Crise disto e Crise daquilo - e neste grande Mundo cheio de pessoas estamos aparentemente a viver uma grande Crise. Mas não acredito que seja aquela que tanto nos tentam impingir nos jornais, essa crise material - mas uma crise de espírito! Não existe um problema, existe uma ausência. Falta ao Ser Humano de hoje aquilo com que ele nasceu, mas que se esqueceu do que tinha - a luz do sol: a capacidade de procurar soluções e encontrá-las em qualquer lado.

Num Mundo tão tecnologicamente avançado, precisamos mais do que nunca de líderes espirituais, de pensadores ainda mais brilhantes que Platão. O tempo deve melhorar-nos, e não degradar-nos, ou distrair daquilo que podemos utilizar, mesmo não o vendo ainda. Nós temos a capacidade de ver as coisas antes delas acontecerem.

Encorajo acima de tudo às pessoas que não sentiram ainda esta luz, que considerem ouvir aquelas que já saíram da Caverna. Leiam, pensem, ouçam. 

Cláudia

You May Also Like

0 comentários

Pages