Home » , » Erros e arrependimentos

Erros e arrependimentos

Written By Cláudia Rocha on 11 de abril de 2016 | 15:48:00



Adoro escrever à mão. A lápis e a caneta, vai dar ao mesmo: nunca fui de apagar erros, pois nunca os considero obstáculos naquilo que quero transmitir - se escrevi, foi porque senti que devia escrever. Onde estou reflete-se não só naquilo que escrevo, mas em toda a minha vida, e tudo o que sai de mim saiu pela simples razão que mostra onde me encontro emocionalmente.

Nenhum ser humano é perfeito. Não somos todos sempre bem dispostos, sempre corretos, sempre educados. Não é por maldade, é porque somos humanos! Somos parte do mesmo grupo, estamos no mesmo Universo, cheio de perfeição. Como dizia Descartes, se temos uma ideia de perfeição é porque devemos ter vindo dela - seja Deus, ou energia, ou o Universo - essa é a nossa origem. Mas às vezes podemos esquecer-nos e seguir um rumo que não é aquele que queremos. E, acreditem, sempre que cometemos um erro, é sem querer. Podemos até ter um impulso para o fazer, mas não foi deliberadamente escolhido. Alguém o escolheu por nós.

No meu caso, o meu problema é que às vezes sou como uma esponja. Posso absorver várias teorias ao mesmo tempo e acreditar em todas enquanto não decido a minha, e isso pode-me fazer expressar todas elas. Mas é sempre temporário.

Outro problema é que sou 100% transparente. O que quer que esteja a sentir, as pessoas vêem claro como cristal. E pior ainda, eu não tenho qualquer resguardo em dizer o que estou a sentir, por muito vago ou confuso que seja. Sim, eu digo tudo. Eu escrevo tudo. Qualquer coisa irracional que esteja a pensar, expresso-a sempre. Umas vezes, sinto-me grata por tê-lo feito. Outras, gostaria de usar uma borracha ou um corretor.

Mas depois penso melhor, e chego à conclusão de que não vale a pena. Se o expressei, foi porque senti que o devia expressar. Édith Piaf disse: "Non, je ne regrette rien." Quando uma confusão acaba e disse o que não seria correto dizer, ou faço o que não deveria ter feito, penso: já está feito. Se fiz, foi porque senti que deveria fazer. E nunca está errado, porque na vida, ou vencemos ou aprendemos.

Cláudia

0 comentários:

Enviar um comentário

Página oficial

Subscreve à newsletter

Artigo em destaque

Como Usar a Lei da Atração: O Segredo na Prática >> PDF Gratuito

Para aqueles que querem aprender os básicos sobre a Lei da Atração e como usá-la para criar a vida que deseja, escrevi um livro que exp...

Envia-me uma mensagem

Nome

Email *

Mensagem *

Seguidores

Instagram